mercado-de-trabalho-tudo-errado
Esse Post pode ser considerado até um desabafo por mostrar a minha visão, de alguém que está prestes a se formar e entrar de vez no mercado de trabalho. Esses problemas não estão apenas relacionado à fotografia, mas ao mercado em geral, principalmente às carreiras ligadas a arte e comunicação, com que tenho mais contato.

Ouço muito falar sobre a falta de mão de obra especializada e qualificada. Isso pode até ser verdade ( e é ) mas o que eu também vejo são vagas em que os requisitos cobrados e o salário ofertado não são equivalentes (Em outras palavras: Cobra-se muito e paga-se pouco ); De duas uma: Ou algum profissional qualificado irá se sujeitar a ganhar pouco, ou a vaga será preenchida por alguém não qualificado.

Vejo isso ocorrer muito nessas áreas que falei, ligadas à arte e comunicação. Para não colocar exemplos reais e práticos aqui, esses dias vi em um blog (Portal da tecnologia) uma analogia legal:

E se os motoristas fossem contratados da mesma maneira que profissionais de TI ( ou de fotografia, publicidade, etc.):

(continuar a ler…)